Levantamento mostra que São Roque teve 792 casos de furto em 2017

Um levantamento exclusivo do Correio do Interior, mostra os números das estatísticas de crimes registrados na cidade nos últimos quatro anos. No levantamento foram comprados os números gerais de quatro ações de crime, sendo homicídio, furto, roubo, além de furto e roubo de veículos. 

Em 2014 o número de homicídios registrados na cidade foi de 5 casos, número razoável dentro das ações da Secretaria de Segurança Pública do estado.  A taxa de roubo, incluindo sub ações como roubos de diversos modos e situações, foi de 233, seguido de 164 casos de furto e roubo de veículos e 689 casos de furto. 

Já em 2015 a taxa de homicídios aumento em apenas dois casos comparados à 2014, porem houve um aumento em relação ao número de furtos gerais, passando de 689 para 765, mais de 90%. 

Os casos de roubo tiveram queda de 25% – (174 casos) e roubos e furtos de veículos fechou o ano com 141 casos, em que 65 veículos desse número foram recuperados. 

Em 2016 o número de domínicos se manteve ao primeiro ano de comparação, 5 casos no total, em contrapartida o número de furtos aumentou 94% ao número do ano anterior, passando de 765 para 809.  Consecutivamente as taxas de roubo e furto e roubo de veículos tiveram baixa, sendo 156 casos de furto e 118 motoristas que tiveram seu veículo roubado/furtado.  

No último ano de 2017 os números de roubo e furto e roubo de veículos voltou a subir, sendo 197 casos de roubo e 122 de furtou/roubo de veículos. Furtos em geral teve o registro de 792 casos, 2,1% a menos do que 2016, e homicídios se manteve igual ao ano anterior.  

Todos esses dados fazem parte do registro geral da Secretaria de Segurança Pública do Estado conforme os registros na delegacia.  

Outra breve comparação da pesquisa expõe os números de pessoas presas nos últimos quatro antes por tráfico de drogas em que 2016 foi o ano que apresentou o menor número – 49 pessoas presas. 

2014 – 58, 2015 – 59 e no último ano (2017) – 53 pessoas presas, com média de 5 prisões de cada mês.  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *