Criminosos roubam duas agência bancária em Ibiúna durante a madrugada

A madrugada desta quarta-feira (8) foi de pânico e medo para os moradores do centro de Ibiúna. Bandidos fortemente armados com fuzis e metralhadoras estouraram os caixas eletrônicos e os cofres dos Bancos Santander e Itaú do centro, além de uma joalheria do Shopping Ibiúna. As duas agências bancárias ficaram completamente destruídas, os telhados desabaram e até as estruturas de concreto racharam com as fortes explosões. Um caminhão carregado com verduras que passava pelo local foi atingido pelos disparos. Até o momento não há registro de feridos na ação. “Parecia uma guerra. Eram muitos tiros e explosões. Ficamos em pânico e muito preocupados com o que estava acontecendo”, destacou uma moradora do centro.

O roubo começou por volta das 2h50 da madrugada, quando diversos munícipes foram acordados com rajadas de metralhadora e fortes explosões. Pelo menos dez bandidos em dois carros fecharam a Rua principal do centro da cidade, a XV de Novembro, bem como a Av. São Sebastião. Ficaram por aproximadamente 25 minutos, até que depois de estourarem os caixas eletrônicos e os cofres, inclusive da joalheria, fugiram para rumo desconhecido em pelo menos dois carros: uma Ford Ecosport preta e um Gol prata

Policiais Militares de toda região, inclusive Força Tática e outras equipes especializadas, estão realizando buscas a fim de localizar os assaltantes. Até o momento, ninguém foi preso.

As agências, bem como a joalheria, estão interditadas pela PM, aguardando a chegada da perícia do Instituto de Criminalística de Sorocaba. Ainda não se sabe o quanto foi levado das agências.

Pelas redes sociais, diversas pessoas postaram relatos dos tiros e explosões durante a madrugada

São-roquense é preso em Sorocaba apontado como líder de quadrilha de roubo a bancos

Agindo em cidade dos interior de São Paulo e até mesmo em outros estados, a Polícia Civil de Sorocaba prendeu na tarde de ontem – quarta-feira (02), um homem de 32 anos, natural de São Roque, acusado de chefiar uma quadrilha de roubo a bancos, além de vários outros crimes.

A prisão dele foi informada à imprensa no inicio da noite de quarta-feira.

Ao todo o acusado tem mais de 10 passagens por crimes diversos, principalmente por ações de sequestro em que é  apontado como líder de uma quadrilha especializada nas ações de roubo a banco. Morador de Sorocaba ele estava sendo monitorado há dois meses por investigadores e estava sendo procurado pela Justiça.

No momento em que ele foi preso ele estava dirigindo um veículo com placa clonada e com habilitação falsificada. Para não ser preso ele ainda ofereceu R$ 300 mil aos Policiais.

Em um breve levantamento apresentado pela Polícia, a quadrilha atuava em cidades como Jaú, Itapetininga, Bauru, Rio Claro e em outros estado já teriam cometido crimes no Paraná e Piauí. Na delegacia ele foi reconhecido por uma de suas vítimas.

Com articulação rápida a quadrilha sequestrava gerente de bancos e pedia resgate aos familiares assim como também aproveitava para terem acesso ao cobre das instituições. A Investigação ainda segue para tentar localizar outros dois integrantes.